Leia outros estudos bíblicos...

A Bíblia - Deus a deixou para você - Parte 1

Tags: Bíblia, Palavra de Deus, Salvação, Jesus Cristo, Antigo Testamento, Novo Testamento

Olá amigo(a) leitor(a).

Este estudo bíblico aborda alguns tópicos e questões fundamentais em relação à Bíblia com comentário objetivos. São estes:

  • Como a Bíblia foi escrita?
  • Qual é o propósito da Bíblia?
  • Como compreender a Bíblia?
  • Por que Jesus Cristo é o centro da Bíblia?
  • Quais os deveres do cristão para com a Bíblia?
  • Os símbolos que representam a Bíblia
  • A renovação da mente através da Bíblia
  • Conheça algumas das profecias da Bíblia que já se cumpriram
  • Teoria da Evolução: verdade ou mentira?
  • Algumas razões pelas quais você deveria ler mais a Bíblia

Como a Bíblia foi escrita?

A Bíblia foi escrita em hebraico e grego, sendo que o Velho Testamento, que vai do livro de Gênesis a Malaquias, foi escrito em hebraico, e o Novo Testamento, que vai do livro de Mateus até Apocalipse foi escrito em grego. Ela contém 66 livros e foi escrita num intervalo de aproximadamente 1600 anos, por diversos autores. Existem 4 livros do Novo Testamento que são chamados de Evangelhos, estes são os livros biográficos de Jesus Cristo: Mateus, Marcos, Lucas e João. A palavra "Evangelho" significa "Boas Novas".

A Bíblia é a Palavra de Deus, que foi escrita por homens inspirados por Ele. Nela encontramos instrução para vivermos da maneira conforme o nosso Criador deseja que vivamos, é como um manual do fabricante que nos ajuda a conhecer a nós mesmos e a Deus, e a viver dignamente neste mundo, com paz interior, fé e esperança.

A palavra "Bíblia" em português deriva da palavra grega biblon, que significa "rolo" ou "livro". Um biblon era um rolo de papiro ou biblo, uma planta semelhante a uma taquara, cuja casca interna era secada para se tornar uma matéria de escrita de uso generalizado no mundo antigo, mas o termo como usamos hoje, refere-se não ao significado de sua palavra de origem e sim ao livro que é o registro da revelação divina.

Todos os 66 livros que formam a Bíblia foram inspirados (soprados) por Deus, ou seja, os homens que escreveram a Bíblia não escreveram suas próprias palavras, mas sim o que o Espírito de Deus lhes falou.

2 Timóteo 3.16 "Toda a Escritura é soprada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça,"

A palavra "soprada" no versículo acima tem o significado original de "inspirada", permitindo que compreendamos que toda a Escritura (a Bíblia) foi inspirada por Deus.

A Bíblia é um livro maravilhoso, todas as outras obras literárias existentes não se comparam a ela, toda filosofia e ciência humana não conseguiram mudar tanto a sociedade e a história quanto a Bíblia. A raiz dos problemas da sociedade é espiritual e é através da Bíblia que podemos aprender a ter o verdadeiro viver espiritual, sendo assim ela foi escrita com certas características que a levaram a ser o livro dos livros:

  • ela é pura (Provérbios 30:5 "Toda palavra de Deus é pura; ele é escudo para os que nele confiam."),

  • é valiosa (Provérbios 8:10-11"Aceitai o meu ensino, e não a prata, e o conhecimento, antes do que o ouro escolhido. Porque melhor é a sabedoria do que jóias, e de tudo o que se deseja nada se pode comparar com ela."),

  • é a verdade (Salmos 119:160 "As tuas palavras são em tudo verdade desde o princípio, e cada um dos teus justos juízos dura para sempre".),

  • é eterna (Salmos 119:89 "Para sempre, ó SENHOR, está firmada a tua palavra no céu."),

  • é imutável (1 Pedro 1:25 "a palavra do Senhor, porém, permanece eternamente. Ora, esta é a palavra que vos foi evangelizada."),

  • é profética (2 Pedro 1:21 "porque nunca jamais qualquer profecia foi dada por vontade humana; entretanto, homens santos falaram da parte de Deus, movidos pelo Espírito Santo.")

  • é fiel (Salmos 19:07 "A lei do SENHOR é perfeita e restaura a alma; o testemunho do SENHOR é fiel e dá sabedoria aos símplices.").

Qual é o propósito da Bíblia?

O fator mais importante, que classifica a Bíblia como o livro mais singular, é a influência que ela tem sobre a vida dos homens. Embora a Bíblia seja um grande tesouro com respeito à sua contribuição para a humanidade em literatura, filosofia e história, o maior valor deste livro se encontra na grande influência que exerce sobre as pessoas. Através de suas páginas o homem se vê exposto quanto à sua verdadeira condição diante de Deus, a palavra de Deus é como uma espada que penetra até os pensamentos e propósitos do homem e o convence de seus pecados diante de Deus.

Hebreus 4:12 "Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração."

Santo Agostinho era um homem indisciplinado e libertino em sua juventude, porém sua mãe orava por ele enquanto ele crescia. Depois de levar uma vida dissoluta por muitos anos, certo dia, com trinta e um anos de idade, lendo a Bíblia debaixo de uma figueira, chegou num trecho que diz "Andemos honestamente, como de dia; não em glutonarias, nem em bebedeiras, nem em desonestidades, nem em dissoluções, nem em contendas e inveja. Mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo, e não tenhais cuidado da carne em suas concupiscências." (Rm 13:13-14) . Essas palavras o convenceram dos seus pecados e ele se arrependeu diante do Senhor e se tornou um servo de Cristo.

No curso da história, muitas pessoas famosas foram movidas a crer em Cristo e ler a Bíblia. O imperador francês Napoleão, após ter sido derrotado e exilado na ilha de Santa Helena, confessou que embora ele e outros grandes líderes tivessem fundado seus impérios através da força, Jesus Cristo edificou Seu reino com amor, Ele também confessou que embora pudesse reunir seus homens em torno dele em prol de sua própria causa, ele teria de fazê-lo falando-lhes face a face, enquanto que, por dezoito séculos, incontáveis homens e mulheres se dispuseram a sacrificar, com alegria, a própria vida por amor a Jesus Cristo, sem tê-lo visto sequer uma vez.

A razão pela qual muitos se dispuseram a deixar tudo para seguir a Cristo e ser martirizados por causa Dele é que eles O viram revelado na Bíblia. A Bíblia tem sido a fonte de inspiração para que muitos creiam em Cristo. Embora muitos reis, imperadores e governos tenham tentado, nos últimos dois mil anos, erradicar a Bíblia, começando pelos imperadores romanos do primeiro século até os governos ateus deste século, nenhum poder sobre a terra tem conseguido anular a atração do homem por esse livro e pela pessoa maravilhosa que ele revela. O Cristo revelado na Bíblia continua hoje tão vivo como há dois mil anos. Nenhuma biografia de homem sobre a terra tem transformado tantas vidas como a vida de Jesus Cristo.

A Bíblia existe para que possamos compreender, temer, respeitar e amar a Deus sobre todas as coisas, assim ela a si mesmo se denomina como a Sagrada Escritura.

2 Timóteo 3:15-17 "e que, desde a infância, sabes as sagradas letras, que podem tornar-te sábio para a salvação pela fé em Cristo Jesus. Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra."

A revelação principal da Bíblia é a vida, o Diabo veio para matar, roubar e destruir, mas Jesus Cristo veio para que aqueles que Nele cressem, e por Ele vivessem, tenham vida e vida em abundância.

João 10:10 "O ladrão vem somente para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância."

Por isso, quando lemos a Bíblia, devemos entrar em contato com o Senhor Jesus, orando para que Ele nos dê a revelação da palavra.

Efésios 6:17-18 "Tomai também o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; com toda oração e súplica, orando em todo tempo no Espírito e para isto vigiando com toda perseverança e súplica por todos os santos"

Devemos orar também para que sejamos capacitados pelo Espírito Santo a viver a palavra de Deus, e não só apenas conhecê-la em nossa mente, pois o simples fato de conhecermos a Bíblia não nos faz um cristão, os judeus cometeram esse erro, pois eles examinavam as escrituras, mas não conheciam a pessoa de Cristo.

João 5:39-40 "Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de mim. Contudo, não quereis vir a mim para terdes vida."

Isso pode ser melhor compreendido ao analisarmos o versículo de 2 Coríntios 3:6 "o qual nos habilitou para sermos ministros de uma nova aliança, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata, mas o espírito vivifica". Não devemos tomar a Bíblia como um livro comum, apenas para trazer-nos algum conhecimento em nossa mente, mas devemos tomá-la como um livro de vida, contatando o Senhor Jesus através da oração, para que Ele nos conceda algo vivo em sua palavra, ou seja, algo que traga uma lição prática para o nosso viver no dia-a-dia, pois a intenção de Deus revelada na Bíblia não é apenas a salvação do nosso espírito, e sim a salvação de todo o nosso ser, para que consigamos viver coletivamente na igreja, que é comparada ao corpo e a esposa de Cristo.

1 Timóteo 2:4 "o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade.";

1 Tessalonicenses 5:23 "O mesmo Deus da paz vos santifique em tudo; e o vosso espírito, alma e corpo sejam conservados íntegros e irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.";

1 Coríntios 12:27 "Ora, vós sois corpo de Cristo; e, individualmente, membros desse corpo." ;

Apocalipse 19:7 "Alegremo-nos, exultemos e demos-lhe a glória, porque são chegadas as bodas do Cordeiro, cuja esposa a si mesma já se ataviou,".
 

Como compreender a Bíblia?

Quando foi escrita originalmente, a Bíblia não continha a divisão por capítulos e versículos, isso foi criado muito depois de sua conclusão, e esta divisão serve para a localização dos textos com mais facilidade. Isso deve ser levado em consideração quando estivermos estudando um determinado assunto na Bíblia, para que não tiremos conclusões indevidas. Devemos sempre analisar o contexto em que se encontra o versículo. Um certo escritor uma vez citou sabiamente que "um texto sem contexto na verdade é um pretexto".

Exemplo:

Vamos analisar um versículo para melhor compreensão do que vem a ser a importância de analisar o contexto. Quando, por exemplo, for dito para você ler Mt 4.10, a abreviação Mt significa o livro de Mateus, o número 4 significa que é no capítulo 4, e o número 10 depois do ponto (ou às vezes representado por dois pontos) significa que é o versículo 10.

O texto é o seguinte "Então, Jesus lhe ordenou: Retira-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás, e só a ele darás culto".

Ao ler este versículo, percebemos claramente que ele não tem em si próprio uma mensagem isolada vinda da parte de Deus, por isso devemos compreender o contexto, lendo sempre o texto acima e abaixo do versículo em questão. Também é importante que compreendamos o contexto histórico em que se encontra a mensagem que está sendo estudada, por exemplo, as leis do Velho Testamento não se aplicam mas a nós que vivemos na era do Novo Testamento, e devem ser interpretadas apenas como sombras da verdade.

Colossenses 2:16-17 "Ninguém, pois, vos julgue por causa de comida e bebida, ou dia de festa, ou lua nova, ou sábados, porque tudo isso tem sido sombra das coisas que haviam de vir; porém o corpo é de Cristo."

Esta verdade foi manifestada através de Cristo, o Novo Testamento traz a nova aliança de Deus com os homens.

Lucas 22:20 "Semelhantemente, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: Este é o cálice da nova aliança no meu sangue derramado em favor de vós.";

2 Coríntios 3:6 "o qual nos habilitou para sermos ministros de uma nova aliança, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata, mas o espírito vivifica."

E muitas das coisas que ocorreram no Velho Testamento, foram permitidas por Deus para que Ele realize sua vontade.

1 Coríntios 10:11 "Estas coisas lhes sobrevieram como exemplos e foram escritas para advertência nossa, de nós outros sobre quem os fins dos séculos têm chegado."

Não devemos tentar trazer uma prática do Velho Testamento para o Novo, pois a sombra não pode expressar a realidade, e isso seria o mesmo que colocar remendo de pano novo em vestido velho, o velho e o novo não podem ser combinados, pois um estraga o outro. Jesus disse:

Mateus 9:16-17 "Ninguém põe remendo de pano novo em veste velha; porque o remendo tira parte da veste, e fica maior a rotura. Nem se põe vinho novo em odres velhos; do contrário, rompem-se os odres, derrama-se o vinho, e os odres se perdem. Mas põe-se vinho novo em odres novos, e ambos se conservam."

Quando você for estudar sobre um determinado tema na Bíblia, além de compreender o contexto textual e histórico, também é aconselhável que você pesquise sobre o assunto em outros livros da Bíblia, utilizando as referências de sua Bíblia ou se for possível uma chave bíblica (chave bíblica é um livro onde se encontra um índice de versículos, ordenado por palavras-chave em ordem alfabética), ou até um bom livro de comentário bíblico e, em último caso, uma pessoa que possa te ajudar. O importante é tirar as dúvidas, pois estas dúvidas iram te causar problemas mais cedo ou mais tarde.

Na própria Bíblia temos alguns exemplos de explanação bíblica:

Lucas 24:27 "E, começando por Moisés, discorrendo por todos os Profetas, expunha-lhes o que a seu respeito constava em todas as Escrituras.";

Atos 8:30-31 "Correndo Filipe, ouviu-o ler o profeta Isaías e perguntou: Compreendes o que vens lendo? Ele respondeu: Como poderei entender, se alguém não me explicar? E convidou Filipe a subir e a sentar-se junto a ele."

Para melhor compreender a Bíblia, devemos usar o nosso espírito, ele é a parte mais interior de nosso ser, que se constitui, da consciência, da intuição e da comunhão com Deus. Assim como temos que alimentar nosso corpo todos os dias, com alimento sólido, temos um espírito que deve ser alimentado diariamente pela leitura e oração da palavra de Deus.

1 Pedro 2:2 "desejai ardentemente, como crianças recém-nascidas, o genuíno leite espiritual, para que, por ele, vos seja dado crescimento para salvação,"

Mateus 4:4 "Jesus, porém, respondeu: Está escrito: Não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus."

Quando lemos a Bíblia com oração, nós estamos contatando a própria pessoa de Cristo, e essa palavra alimenta o nosso espírito, trazendo-nos fé, esperança e paz, pois a vida não teria um sentido sem a Bíblia, sendo que nela encontramos respostas para as principais (se não todas) perguntas desta vida, como o propósito da nossa existência, como devemos viver neste mundo e o que ocorrerá conosco após esta vida.

Por que Jesus Cristo é o centro da Bíblia?

O tema central de toda Bíblia é a pessoa de Jesus Cristo.

Lucas 24:27 "E, começando por Moisés, discorrendo por todos os Profetas, expunha-lhes o que a seu respeito constava em todas as Escrituras.";

Lucas 24:44 "A seguir, Jesus lhes disse: São estas as palavras que eu vos falei, estando ainda convosco: importava se cumprisse tudo o que de mim está escrito na Lei de Moisés, nos Profetas e nos Salmos.";

João 5:39 "Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de mim."

E, sendo assim, os 66 livros podem ser resumidos da seguinte forma:

  • Preparação: Todo o Antigo Testamento trata da preparação do mundo para a vinda de Cristo.

  • Manifestação: Os Evangelhos tratam da manifestação de Cristo ao mundo, como o Rei e Redentor.

  • Propagação: Os Atos dos apóstolos tratam da propagação de Cristo por meio da Igreja.

  • Explanação: As Epistolas tratam da explanação de Cristo, dando os detalhes da doutrina.

  • Consumação: O Apocalipse trata do casamento de Cristo e a Igreja e a consumação de todas as coisas.

Quais os deveres dos cristãos para com a Bíblia?

Devemos ser sinceros para com a Palavra de Deus, para que possamos compreendê-la e vivê-la, pois se cremos que ela é realmente de Deus, temos que levá-la a sério. Sendo assim o cristão deve:

  • Ler a Bíblia: Apocalipse 1:3 "Bem-aventurados aqueles que lêem e aqueles que ouvem as palavras da profecia e guardam as coisas nela escritas, pois o tempo está próximo."

  • Pregar a Bíblia: 2 Timóteo 4:2 "prega a palavra, insta, quer seja oportuno, quer não, corrige, repreende, exorta com toda a longanimidade e doutrina."

  • Meditar na Bíblia: Salmos 1:2 "Antes, o seu prazer está na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite"

  • Ensinar a Bíblia: Mateus 28:19 "Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo"

  • E, principalmente,  praticar a Bíblia: Tiago 1:22 "Tornai-vos, pois, praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos"

É importante ressaltar aqui o fato de que devemos ensinar apenas aquilo que vivemos, senão estaremos sendo hipócritas e não teremos autoridade espiritual para levar as pessoas a um verdadeiro arrependimento, pois o que mais conta em nossa pregação é o fluir do Espírito Santo, e Ele não irá fluir se estivermos sendo falsos.

Romanos 2:3 "Tu, ó homem, que condenas os que praticam tais coisas e fazes as mesmas, pensas que te livrarás do juízo de Deus?";

Tiago 2:12 "Falai de tal maneira e de tal maneira procedei como aqueles que hão de ser julgados pela lei da liberdade."

O mais importante é sermos fieis às coisas que o Senhor já nós revelou na sua palavra.

Mateus 12:48 "Aquele, porém, que não soube a vontade do seu senhor e fez coisas dignas de reprovação levará poucos açoites. Mas àquele a quem muito foi dado, muito lhe será exigido; e àquele a quem muito se confia, muito mais lhe pedirão."

Pois a Bíblia mesma nos ensina que o caminho para seguir a Deus é estreito, e quanto mais você for crescendo espiritualmente, mais ficará estreito, porém, se ficarmos ligados a Deus, como nossa fonte de vida, a sua graça nos sustenta, pois somos comparados aos ramos de uma videira. Se nos desligarmos desta videira, certamente morreremos espiritualmente. O fato de que, ao que mais é dado revelação, mais será cobrado, não deve fazer com que nos acovardemos e paremos de buscar mais revelação da palavra do Senhor, pois isso é uma questão de recompensa, ou seja, galardão.

Mateus 13:23 "Mas o que foi semeado em boa terra é o que ouve a palavra e a compreende; este frutifica e produz a cem, a sessenta e a trinta por um.";

Mateus 25:45-47 "Quem é, pois, o servo fiel e prudente, a quem o senhor confiou os seus conservos para dar-lhes o sustento a seu tempo? Bem-aventurado aquele servo a quem seu senhor, quando vier, achar fazendo assim. Em verdade vos digo que lhe confiará todos os seus bens."

Leia a 2ª parte deste estudo bíblico

Voltar ao topo

Leia outros estudos bíblicos...

Cadastre-se gratuitamente para receber novos estudos em seu e-mail

Cadastre-se
Fechar



Quer receber estudos por e-mail?
Sim    Não
Envie um comentário ou pergunta
Escrever      Fechar