Leia outros Devocionais...

O mesmo Jesus... (15/08/2012)

Vamos começar nossa reflexão lendo dois textos bíblicos: Marcos 6:1-6 e Lucas 7:1-10.

Os versículos de Marcos 6:1-6 narram que Jesus foi com seus discípulos até sua terra, Nazaré, na Galiléia. Lá, assim como em diversos lugares que Jesus percorreu, Ele começou a ensinar na sinagoga e as pessoas se admiravam com suas palavras. Além disso, Jesus curava as pessoas e os que o observavam ficavam ainda mais admirados.

No entanto, o povo daquela região questionava: "De onde lhe vêm essas coisas?", "E que sabedoria é esta que lhe foi dada?", "E como se fazem tais maravilhas por suas mãos?", "Não é este o carpinteiro?". Por conhecerem Jesus e sua família, as pessoas endureciam seus corações e não aceitavam crer Nele. Por isso, Jesus "não podia fazer ali obras maravilhosas; somente curou alguns poucos enfermos, impondo-lhes as mãos. E estava admirado da incredulidade deles." (Mateus 6:5-6).

Em contrapartida, os versículos de Lucas 7:1-10 narram que Jesus entrou em Cafarnaum e alguns anciãos, amigos de um certo centurião, vieram ao encontro Dele. Os anciãos falaram para Jesus que um servo do centurião estava doente e Jesus decidiu ir com eles até o local onde o servo estava.

No caminho, quando Jesus já estava perto da casa, o centurião enviou a Ele alguns amigos dizendo: "Senhor, não te incomodes, porque não sou digno de que entres debaixo do meu telhado; e, por isso, nem ainda me julguei digno de ir ter contigo; dize, porém, uma palavra, e o meu criado sarará" (Lucas 7:6-7).

Então, Jesus se maravilhou do centurião e disse à multidão: "Digo-vos que nem ainda em Israel tenho achado tanta fé" (Lucas 7:9).

Nas duas ocasiões, Jesus se maravilhou. Em uma por causa da incredulidade das pessoas de sua terra, em outra por causa da enorme fé de um centurião romano. Em uma Ele só realizou poucos milagres, em outra curou um servo do centurião mesmo sem tocar nele.

Se era o mesmo Jesus, por que a ação Dele foi limitada na Galiléia? Estranho, não é? Não, não há nada estranho. A diferença entre as duas ocasiões é que, na Galiléia, poucos tinham fé em Jesus e, no caso do centurião, havia muita fé.

O Senhor age pela nossa fé, do contrário não haveria benefício nenhum em crer, concorda? Jesus disse: "E tudo o que pedirdes na oração, crendo, o recebereis." (Mateus 21:22).

Quando não cremos no Senhor, deixamos de presenciar os milagres Dele na nossa vida, pois a nossa incredulidade impede o milagre. Algumas vezes esperamos alcançar nossos sonhos e isso dura um longo tempo, então começamos a perguntar para Deus: "Por quê?". Façamos diferente, comecemos pela pergunta: "eu creio que Deus fará isso?". Quem crê caminha na certeza e não na dúvida, como está escrito em Hebreus 11:1 "Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam e a prova das coisas que se não vêem."

Creia no sobrenatural de Deus e presencie os milagres Dele na sua vida!



Leia outros Devocionais...
Cadastre-se gratuitamente para receber novos estudos em seu e-mail

Cadastre-se
Fechar



Quer receber estudos por e-mail?
Sim    Não
Envie um comentário ou pergunta
Escrever      Fechar