Leia outros Devocionais...

O evangelho que Jesus pregou começa na renúncia (06/01/2012)

Para que veio o Cristo? Por acaso foi exclusivamente para nos dar uma vida excelente no tempo presente, a fim de que desfrutemos de todos os prazeres propostos a nós? Não. Por acaso ele veio para nos dar mais uma opção de estilo de vida? Também não.

A partir do momento que você reconhece que Jesus morreu em seu lugar, perdoando os seus pecados e restabelecendo o seu relacionamento com Deus, e decide segui-Lo, você reconhece-O como Senhor e Salvador da sua vida. Essa não é uma tarefa fácil por no mínimo dois motivos: 1) você passou a ter um Senhor na sua vida; e 2) é um ato de fé, porque você crê na promessa da vida eterna e crê que Jesus tem o melhor para você.

Se Jesus é o Senhor da sua vida, significa que todos os seus passos devem estar de acordo com a vontade dEle, 24 horas por dia, 7 dias por semana, sem férias, sem folga. Parece impossível, não é? Não, porque o Pai enviou o Consolador, o Espírito Santo, para nos guiar e ensinar todas as coisas (João 14:26; Atos 2:4).

Quando servimos a um chefe no trabalho, temos um horário específico e funções específicas, porém servimo-lo, na maioria das vezes, por medo de perder o emprego ou sofrer algum prejuízo. De forma totalmente contrária, servir a Jesus exige 100% do nosso tempo, independentemente do lugar, porque Ele é Senhor das nossas vidas. Isso parece muito mais difícil que servir ao chefe, porém devemos servir a Jesus por amor, sabendo que Ele se fez servo de todos morrendo a morte que nos estava reservada.

Isso exige renúncia, o evangelho exige renúncia. Se Jesus é Senhor de nossas vidas, então devemos renunciar nossa própria vontade e fazer a vontade do Pai (Mateus 7:21), isso inclui a contínua renúncia ao pecado, de forma que devemos nos considerar "mortos para o pecado, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus, nosso Senhor" (Romanos 6:9).

No entanto, surge uma dúvida: se somos livres em Cristo (João 8:36), então como Deus quer que façamos a vontade dEle e não a nossa? Você já pensou nisso? É exatamente aí que entram o amor e a bondade de Deus. Ele nunca planeja para nós algo ruim, porque a vontade dEle é boa, perfeita e agradável (Romanos 12:2). Se Deus determinou que o adultério é pecado, é porque o adultério é prejudicial ao ser humano. Se Deus não quer que mintamos, é porque a mentira é prejudicial para nós. Deus não nos priva de algo bom, porque o que é bom Ele já preparou para nós.

É necessário que nós nos adaptemos aos princípios de Deus e não que Deus se adapte à nossa cultura. Para isso, precisamos permitir que Deus transforme os nossos pensamentos pela Palavra dEle e acrescente a nós a fé, que nos permite crer que a vontade dEle para nós é infinitamente melhor que a nossa.

A renúncia é a decisão de obedecer, e a obediência é o fruto de crer. Jesus disse que a porta para o reino de Deus é estreita (Mateus 7:13), não queira alargar a porta.



Leia outros Devocionais...
Cadastre-se gratuitamente para receber novos estudos em seu e-mail

Cadastre-se
Fechar



Quer receber estudos por e-mail?
Sim    Não
Envie um comentário ou pergunta
Escrever      Fechar