Leia outros Devocionais...

Deus garante o melhor a quem lhe dá o melhor (12/01/2014)

Não, esta meditação não é em prol da teologia da prosperidade que alguns pregam.

Em Deuteronômio 15, Deus ensina o povo de Israel sobre o ano da remissão, que ocorria de sete em sete anos e era o ano em que as dívidas deveriam ser perdoadas. Deus não queria que houvesse pobres entre o povo (Dt 15:7-8), para isso os israelitas deveriam aprender a generosidade, a fim de que emprestassem o que fosse necessário aos seus irmãos. Assim, o irmão que recebeu o empréstimo teria sete anos para pagar a dívida. Caso não conseguisse, essa dívida deveria ser perdoada.

Porém, Deus sabe que o coração do homem é mau, então alertou: "Guarda-te que não haja palavra de Belial no teu coração, dizendo: Vai-se aproximando o sétimo ano, o ano da remissão, e que o teu olho seja maligno para com teu irmão pobre, e não lhe dês nada; e que ele clame contra ti ao Senhor, e que haja em ti pecado." (Dt 15:9)

Deus queria que os israelitas fizessem o melhor possível para abençoar seus irmãos e prometeu que abençoaria em tudo aquele que o fizesse. "Livremente lhe darás, e que o teu coração não seja maligno, quando lhe deres; pois por esta causa te abençoará o Senhor, teu Deus, em toda a tua obra e em tudo no que puseres a tua mão." (Dt 15:10).

Quando Deus ensinou o povo de Israel sobre os sacrifícios que deveriam ser oferecidos, Ele exigiu que todo animal oferecido não tivesse defeito (Êx 12:5, Êx 29:1, Nm 19:2). Os israelitas poderiam pensar: "Mas se tirarmos do rebanho o perfeito, teremos menos valor no nosso rebanho".
Era aí que entrava a fé. Deus esperava que os israelitas confiassem totalmente Nele, crendo que Ele faria com que nascessem os melhores animais se os israelitas oferecessem o melhor dos seus rebanhos.

Da mesma forma, Deus quer que nossas atitudes demonstrem a fé que temos. Se os israelitas realmente confiassem em Deus, ofereceriam o melhor, porque Deus prometeu que iria abençoá-los se isso fosse feito.

Graças à obra de Jesus na cruz, não precisamos mais oferecer sacrifícios, porque Jesus se ofereceu como sacrifício pelos nossos pecados (Hb 10:12), mas observe a lição: Deus garante o melhor a quem lhe dá o melhor.

Foi assim com Abraão. Deus pediu o melhor que ele tinha e ele, confiando e obedecendo totalmente ao Senhor, foi até o fim para dar o seu melhor, o filho da promessa, Isaque (Gn 22:1-14). Deus estava provando a fé de Abraão e viu que ele era capaz de qualquer coisa para obedecê-Lo. Por isso, a descendência de Abraão é como a areia do mar e as estrelas do céu (Gn 32:12), ele confiou em Deus.

Dê o melhor de seu tempo a Deus, depois faça as outras coisas. Dê o melhor do seu louvor a Deus, cante na igreja como se estivesse no chuveiro, não se importe com o que os irmãos irão pensar. Faça o seu melhor. Dê o melhor do seu trabalho a Deus, esforce-se e seja responsável. Dê o melhor de sua vida a Deus, porque o melhor Dele estará garantido para você



Leia outros Devocionais...
Cadastre-se gratuitamente para receber novos estudos em seu e-mail

Cadastre-se
Fechar



Quer receber estudos por e-mail?
Sim    Não
Envie um comentário ou pergunta
Escrever      Fechar