Leia outros Devocionais...

Caminhando convicto da vontade de Deus (10/01/2014)

"Blasfêmia!", diziam os fariseus sobre Jesus. Para o povo de sua época, não era Ele o Messias. Ele vinha da Galiléia, uma terra de estrangeiros, ele andava com os pecadores e com os publicanos (Lucas 15:1), e ainda chamou um publicano para ser seu discípulo (Lucas 5:27).

Um publicano era um cobrador de impostos a serviço de Roma. O governo romano dominava Israel e cobrava impostos do povo. No entanto, para cobrar mais impostos era necessário abranger mais regiões, então os romanos atribuíam a função de coleta a judeus, que recebiam parte daquilo que coletavam. Assim, um cobrador de impostos era visto como traidor, pois, sendo judeu, cobrava impostos de seus conterrâneos e entregava aos romanos.

Como será que as pessoas viam Jesus por andar com publicanos? Os escribas e fariseus não aceitavam que o Messias se misturasse aos pecadores. "E os escribas e fariseus, vendo-o comer com os publicanos e pecadores, disseram aos seus discípulos: Por que come e bebe ele com os publicanos e pecadores?" (Marcos 2:16)

Além disso, Jesus enfrentava ainda maior oposição por ter sido criado na Galiléia. Os líderes judeus jamais imaginaram que o Messias poderia vir de Nazaré, pequena cidade da Galiléia, região habitada por muitos gentios e, portanto, não vista com bons olhos pelos judeus ortodoxos.

Jesus tinha muitos obstáculos que o levariam a fracassar em sua missão. Em contrapartida, Ele tinha tudo que é necessário para alcançar o alvo: Ele sabia a vontade do Pai, Ele caminhava convicto da vontade de Deus.

Ele conhecia o propósito de Deus para sua vinda como homem, essa foi sua oração antes de ir ao Getsêmani para ser preso e levado para julgamento: "Jesus falou assim e, levantando seus olhos ao céu, e disse: Pai, é chegada a hora; glorifica a teu Filho, para que também o teu Filho te glorifique a ti; Assim como lhe deste poder sobre toda a carne, para que dê a vida eterna a todos quantos lhe deste." (João 17:1-2). E assim Jesus cumpriu, humilhou-se a si mesmo, foi obediente até a morte e morte de cruz (Filipenses 2:8).

Se a sua caminhada está muito difícil, faça como Jesus: ore (Lucas 6:12, Marcos 6:46, Lucas 5:16), nunca se desvie da vontade de Deus. Muitos obstáculos podem surgir para impedir sua caminhada rumo ao alvo, mas lembre-se do que Deus falou a você quando deu o primeiro passo.

Se Deus é por nós, quem será contra nós? (Romanos 8:31). Nenhuma barreira, nenhuma pedra, nenhum dardo inflamado pode resistir à ação de Deus em sua vida.

Caminhe convicto da vontade de Deus para sua vida!



Leia outros Devocionais...
Cadastre-se gratuitamente para receber novos estudos em seu e-mail

Cadastre-se
Fechar



Quer receber estudos por e-mail?
Sim    Não
Envie um comentário ou pergunta
Escrever      Fechar