Leia outros Devocionais...

A montanha da independência (10/03/2013)

Imagine-se no alto de uma montanha, uma montanha muito grande. Você chegou até o alto dessa montanha de uma forma: você a construiu.

Dia-a-dia você foi assumindo o controle de cada coisa em sua vida. Você assumiu o controle do futuro profissional, você passou a decidir sozinho sobre o seu relacionamento, você colocou tudo sob sua responsabilidade. Você construiu a montanha da independência.

Por isso você se sente como no alto de uma montanha em que tudo está totalmente sob seu controle. Sabe onde Deus está? Lá no pé da montanha. Deus sabe que você não é capaz de sustentar tudo com suas próprias decisões, por isso Ele quer demonstrar o amor a você com todo cuidado. Deus quer cuidar de toda a sua vida. Para isso você precisa jogar para Deus cada coisa que está sob seu controle.

Você precisa pegar o seu casamento e jogar para Deus, que está lá no pé da montanha, e gritar bem alto: "Deus, segura meu casamento!". Depois, pegue sua vida financeira e jogue também para Deus, gritando: "Deus, cuida do meu trabalho!". Jogue para Deus tudo que fez você construir a montanha da independência, porque Ele é completamente capaz de cuidar de toda a sua vida.

A cada coisa que você deixar sob o controle de Deus, a montanha irá diminuir até que você chegue no mesmo patamar do Pai e possa experimentar todo o amor e o cuidado Dele. Assim fez a viúva pobre da passagem narrada em Marcos 12:41-44.

Enquanto Jesus observava as pessoas que depositavam o dinheiro na arca do tesouro,
Ele viu muitos ricos depositarem grandes quantias. Porém, em certo momento apareceu uma viúva que depositou apenas duas pequenas moedas.

Então, Jesus disse aos discípulos: "Em verdade vos digo que esta pobre viúva depositou mais do que todos os que depositaram na arca do tesouro; porque todos ali depositaram do que lhes sobejava, mas esta, da sua pobreza, depositou tudo o que tinha, todo o seu sustento." (Marcos 12:43-44).

Enquanto os ricos depositavam o dinheiro na arca do tesouro, a atitude daquela viúva foi diferente. Ela depositou o dinheiro na arca do tesouro, mas aquele era todo dinheiro que ela tinha. Isto é, ela não estava entregando apenas duas moedas, ela estava confiando todo o seu sustento nas mãos de Deus. A atitude daquela viúva era a confirmação de um pensamento: "Eu confio em Deus!".

Deus não fica mais ou menos rico por causa do seu dinheiro. O dízimo e a oferta objetivam sustentar os ministérios das igrejas e as obras realizadas por esses ministérios, e isso deve ser feito com fidelidade.

No entanto, Deus quer muito mais de você. Ele ofereceu o melhor Dele por nós, o Seu Filho Unigênito, e espera que nós confiemos a Ele toda a nossa vida, para que experimentemos a plenitude de Suas bênçãos e de Seu Amor.

Portanto, desfaça a sua montanha da independência, confia Nele e Ele tudo fará (Salmos 37:5).



Leia outros Devocionais...
Cadastre-se gratuitamente para receber novos estudos em seu e-mail

Cadastre-se
Fechar



Quer receber estudos por e-mail?
Sim    Não
Envie um comentário ou pergunta
Escrever      Fechar